O Custo de Aquisição de Cliente corresponde à relação entre os custos realizados para conquistar um consumidor e o número de clientes efetivamente convertidos. O ideal é que ele seja o menor possível, indicando a facilidade que o negócio possui de adquirir novas pessoas. Para clínicas veterinárias, a importância do CAC é muito destacável.

Avaliado da maneira correta, ele pode trazer informações valiosas na hora de administrar o empreendimento. Quer entender mais sobre esse assunto? Então continue lendo:

Ajuda a avaliação de crescimento do negócio

Estudar o seu CAC é essencial porque ele permite que o crescimento da clínica veterinária seja avaliado de maneira consistente.

Quando o CAC está muito elevado, o crescimento do negócio fica comprometido. A questão é simples: como para crescer é preciso, dentre outras coisas, captar novos clientes, um CAC alto leva a um aumento de custos. Quanto mais caro é esse esforço, menos conversões o negócio tem obtido e menos escalável ele é.

Por outro lado, um valor mais baixo favorece a expansão e o crescimento, já que significa que mais pessoas — e pets — estão chegando ao local.

Favorece a implementação de recursos e campanhas de marketing

A avaliação da métrica em questão também é bem conveniente para implementar recursos e campanhas de marketing.

Se o CAC está muito elevado, pode ser benéfico mudar a forma como você faz a divulgação. Caso use o marketing offline de forma prioritária, é a hora de investir no digital para diminuir os custos.

A apreciação da métrica é proveitosa para conhecer o que realmente vem dando certo. Se aquele valor médio ficar menor depois de uma determinada ação, há uma resposta positiva para o elemento empregado.

Dessa maneira, a captação de clientes pode seguir estratégias específicas e que mostrem ter melhores resultados.

Melhora a gestão financeira da clínica veterinária

Manter as finanças em dia é muito importante para a clínica veterinária. Entretanto, isso não significa apenas ficar de olho no estoque ou no valor dos serviços cobrados. É preciso saber, também, quanto o negócio gasta para trazer novos clientes.

Imagine, por exemplo, que o CAC é de R$ 200,00. Se o ticket médio é de R$ 500,00, então essa métrica pode estar relativamente adequada. Porém, se o CAC se mantém e o ticket médio for de R$ 250,00 — ou pior, de R$ 150,00 — o empreendimento está perdendo oportunidades e dinheiro.

A partir da análise dessa métrica, portanto, ocorre uma avaliação se os custos estão mais elevados do que deveria, de modo a permitir ajustes estratégicos.

Evita a inviabilidade de operação da clínica

Uma clínica veterinária, assim como a maioria dos outros estabelecimentos, tem um objetivo principal: alcançar o lucro. Esse valor remunera o empreendedor e, também, permite a realização de investimentos e melhorias em busca do crescimento.

Quando uma clínica gasta mais para trazer clientes do que ganha com as compras que são efetuadas, então ela fica inviabilizada. Em outras palavras, é como se a clínica estivesse pagando para funcionar, sem nunca observar retorno.

O CAC entra nessa história porque permite, justamente, a avaliação de quanto está sendo gasto para adquirir clientes. Ao cruzar esse elemento com o ticket médio e o lifetime value (LTV) — o valor total gasto por um consumidor ao longo do tempo — é possível compreender se o empreendimento é ou não lucrativo e viável.

Esse tipo de cruzamento, inclusive, permite que se conheça qual é o retorno de cada investimento. Ao encontrar a relação entre o que foi ganho e o foi gasto, dá para saber se o negócio tem tido os efeitos desejados.

Oferece uma visão clara dos resultados

Um dos pontos importantes para gerenciar uma clínica veterinária é garantir uma gestão completa em todos os aspectos. É necessário controlar o atendimento, o estoque e, é claro, as finanças.

Porém, dentro da operação do empreendimento não é tão fácil identificar exatamente o custo de cada ação. Uma determinada campanha de marketing, por exemplo, pode trazer determinados resultados sobre os quais não se tem noção concreta de quanto custou.

Com o CAC, esse é um problema parcialmente resolvido. Sua análise oferece uma visão muito clara dos gastos do negócio para atrair clientes. Se esse valor é alto, o que está sendo feito precisa ser otimizado — sem questionamentos em relação a isso.

A partir disso, fica mais fácil, por exemplo, comparar duas ações de marketing. Se uma diminui o CAC mais do que a outra, em condições equivalentes ela se destaca como a melhor opção para ser repetida.

Permite a tomada de decisão de maneira eficaz

Graças a essa visibilidade, tomar decisões quanto à gestão de clínicas veterinárias fica mais fácil com o uso dessa métrica. Não dá para apenas alocar recursos de uma ou de outra forma sem que haja elementos que baseiem essa escolha.

A avaliação do CAC, por sua vez, é um elemento importante. A partir dela, é possível definir quais ações de marketing e de captação devem ser repetidas, modificadas ou eliminadas.

Também dá uma ideia a respeito da necessidade de aumentar o ticket médio dos clientes, além de oferecer insights poderosos sobre como anda a matriz de custos. A partir disso, fica muito mais fácil tomar decisões que sejam benéficas para o empreendimento.

A importância do CAC é que a sua avaliação permite que a clínica veterinária tenha uma gestão financeira e de clientes mais eficaz. A partir dessa análise, é possível tomar decisões que atraem pessoas mais facilmente.

Aumenta a competitividade

Quanto mais um negócio gasta para conseguir vender, menor é a sua lucratividade. Porém, quando ele diminui esses custos, a margem de lucro aumenta e duas situações podem ocorrer, simultaneamente ou não.

A primeira questão é que é possível, com menos gastos, ter mais recursos para investir em melhorias. Isso leva a um importante ganho de qualidade, o que agrega mais valor aos produtos e serviços da clínica.

A outra possibilidade consiste na redução dos preços. Se tudo custa menos e a margem de lucro é mantida, o preço final ao cliente é menor.

Qualquer uma das duas questões faz com que a clínica se torne mais competitiva e saia na frente dos concorrentes. Com isso, o acompanhamento e possível redução do CAC permite, justamente, que a empresa ganhe mais destaque no mercado.

Como anda o CAC em seu empreendimento? Ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto? Comente a respeito, dê sua opinião nos comentários!

Compatilhe: