Quase todo mundo conhece alguma recepção de clínica veterinária ou pet shop que não transmite a credibilidade que um estabelecimento do tipo precisa, não é? Muitas vezes, o lugar parece bagunçado e os atendentes estão muito ocupados, o que acaba gerando um estresse tanto para o cliente quanto para os próprios profissionais.

É nesse ponto que alguns empresários acabam perdendo boas oportunidades de crescimento, pois quanto mais confortável e acolhido se sentir no local, mais tempo o cliente passa nele, aumentando também o consumo e o interesse pelos serviços prestados.

Para exemplificar, podemos citar a situação de uma pessoa que sempre compra a ração de seus animais de estimação no pet shop mais próximo à sua casa. Porém, ela utiliza os serviços veterinários de uma clínica de confiança, localizada mais longe de sua residência.

Se a recepção e o ambiente do pet shop ou da clínica veterinária próxima à sua casa demonstrarem confiabilidade, respeito, higiene e organização, pouco a pouco o cliente vai criando confiança. Dessa forma, ele possivelmente passará a considerar a utilização de seus serviços veterinários também.

Para ajudá-lo a aumentar o sucesso do seu negócio e a não desperdiçar boas oportunidades, separamos algumas dicas sobre organização de recepções de pet shop ou clínica veterinária. Confira!

Mantenha os cadastros atualizados

A informatização de uma clínica veterinária é fundamental para a plena organização da agenda e a gestão de informações sobre os pacientes. Contar com um sistema no qual seja possível cadastrar os clientes e registrar todas as ocorrências referentes aos atendimentos prestados aos seus pets faz toda a diferença.

Porém, não adianta ter um sistema completo e não usá-lo corretamente. Por isso, oriente seus colaboradores a preencherem todos os dados dos pacientes e de seus tutores, mantendo o programa sempre atualizado com tudo o que acontecer.

Tudo isso facilitará bastante o próximo atendimento e fará com que o recepcionista e, posteriormente, o médico-veterinário economizem bastante tempo. Assim, é possível também evitar perguntas já respondidas anteriormente.

Planeje o layout do pet shop

O layout de um pet shop deve ser muito bem planejado, pois estamos falando de um ambiente onde são vendidos muitos itens de finalidades, pesos e tamanhos diferentes. Definir o local correto para armazená-los e deixá-los expostos pode fazer uma grande diferença.

Nesse quesito, tudo dependerá das análises e percepções que você e seus colaboradores vão fazer do seu pet shop e de suas vendas. Se os produtos para cachorros e gatos são os mais procurados, por exemplo, eles devem ser mais fáceis de se encontrar, evitando que os clientes busquem os atendentes para acharem o que desejam.

Itens que podem ser comprados por impulso — como roupinhas para os pets, petiscos e brinquedos — também devem ter uma boa visibilidade no pet shop. Uma opção é expô-los próximo ao caixa.

A logística é outro ponto que precisa ser considerado quando pensamos no planejamento do layout de um pet shop. O gestor deve levar em consideração a capacidade e a localização do estoque, para saber onde é melhor deixar tal produto exposto.

Em um estabelecimento do tipo, é comum a venda de pacotes grandes de rações ou areias sanitárias para gatos, por exemplo. Essas embalagens são pesadas e podem acabar atrapalhando o trânsito dos clientes pela loja enquanto os atendentes as estão arrumando.

Por esse motivo, deixá-las em um local que não atrapalhe a passagem e que fique mais próximo ao estoque é uma boa saída para manter a recepção do seu pet shop sempre organizada. Analise bem todos os produtos e a logística necessária, testando o melhor lugar para acomodá-los e deixá-los expostos.

Pense no conforto do cliente e do colaborador

Salas de espera devem ser confortáveis, já que muitos clientes chegam às consultas com antecedência e, em casos de imprevistos, podem ocorrer atrasos no atendimento. Para minimizar o desconforto da espera, é muito importante que o ambiente tenha cores leves, esteja sempre muito limpo e conte com cadeiras ou sofás confortáveis.

Esse cuidado vai evitar que o local se torne cansativo para o cliente — e também para os animais. Além disso, a sala deve contar com algumas opções de distração, como revistas, televisão e Wi-Fi liberado. Oferecer água e café é uma cordialidade importante e que custa pouco, então invista nisso também!

Porém, não apenas o consumidor e os pets devem se sentir confortáveis. Os funcionários também precisam ter boas cadeiras, pausas para o descanso e a alimentação e todos os seus direitos respeitados, para que possam desempenhar suas respectivas funções com excelência.

Garanta a limpeza do ambiente

Todo estabelecimento que trabalha com alimentos ou saúde precisa tomar um cuidado ainda maior com a sua limpeza. A extrema higienização do local e o correto armazenamento dos produtos alimentícios evitam o aparecimento de insetos e até a deterioração ou o mofo dos itens comercializados.

Você já conhece, com certeza, todos os cuidados de higiene necessários para o correto funcionamento de uma clínica veterinária. Mas é importante que toda essa higiene se reflita na recepção de seu estabelecimento também, afinal é ali que o cliente vai ter a primeira impressão sobre a sua empresa.

Treine sua equipe

Assim como ocorre em todo negócio que realiza atendimento ao público, os colaboradores de uma clínica veterinária ou pet shop devem estar preparados para lidar com os variados tipos de clientes.

Sabemos que nem sempre é fácil — e algumas pessoas podem não ser tão compreensivas com os possíveis imprevistos. Entretanto, o funcionário deve sempre ter paciência e procurar a melhor maneira de solucionar o problema do consumidor.

No caso de clínicas veterinárias, os clientes também podem estar muito preocupados e fragilizados devido aos problemas de saúde de seus bichinhos. Então, a inteligência emocional e a empatia são pré-requisitos importantes para quem deseja trabalhar na área.

Por isso, escolha muito bem a sua equipe e ofereça treinamentos ou reciclagens constantemente. Aborde temas como atendimento ao público, técnicas de venda, resolução de conflitos e tudo o que você julgar necessário para melhorar a recepção da sua clínica veterinária ou de seu pet shop.

Agora que você já viu nossas dicas sobre como organizar melhor uma recepção de clínica veterinária ou pet shop, que tal descobrir como melhorar o atendimento ao cliente? Boa leitura!

Compatilhe: