blog

A importância de se fazer a avaliação pré-natal para pets

25 Nov 2019 - Tecnologia

Todo mundo sabe da importância de se fazer um pré-natal bem-feito para garantir a saúde da mãe e do bebê, certo? O que muita gente não tem ideia é de que, com os pets, não é diferente!

Nessa fase, é indispensável que os cuidados com a nova mamãe sejam redobrados — afinal, ela também pode desenvolver diabetes, eclâmpsia e outras complicações.

No post de hoje, você vai entender a importância de fazer um acompanhamento pré-natal para pets. Vamos lá?

Momento de grandes mudanças

Durante a gestação pet, muitas mudanças acontecem: ventre inchado, mamas aumentadas e possíveis alterações no comportamento.

Porém, nem todos os tutores conseguem identificar de pronto que seus animais de estimação estão prenhes, e nem se a fêmea tem condições de suportar uma gestação com saúde.

Para tanto, o melhor caminho é uma visita ao médico veterinário para garantir que a saúde da fêmea esteja em dia. Nessa consulta, o tutor receberá orientações sobre os cuidados necessários com a gestação, e início do pré-natal, e poderá esclarecer suas dúvidas sobre o que pode acontecer com a futura mamãe nesse período.

Necessidade do pré-natal para pets

Assim como um parto seguro, uma prenhez de filhotes saudável passa por um acompanhamento constante da fêmea antes mesmo da gestação.

Visitas à clínica veterinária para consultas periódicas são essenciais para que ninguém seja pego de surpresa por doenças que não sejam facilmente detectáveis pelos tutores. Isso evita que a fêmea entre no período gestacional com a saúde debilitada, correndo o risco de apresentar uma piora de seus sintomas, e tendo que fazer uso de medicamentos que possam prejudicar os filhotes.

Caso você suspeite de que sua fêmea possa estar prenhe, agende uma consulta com seu médico veterinário de confiança. A partir do momento em que a gestação for confirmada, tem início o atendimento pré-natal. Durante essa etapa, uma assistência de qualidade vai avaliar:

Alimentação do pet

A dieta deve ser especial nessa fase da vida da futura mamãe pet. A quantidade e tipo de ração precisam ser ajustadas, a fim de garantir que mamãe e filhotes se desenvolvam com saúde.

A gestação é uma fase em que o corpo da mamãe é muito exigido, e se as suas necessidades nutricionais não forem atendidas, os filhotes e a mãe se tornarão frágeis e poderão não sobreviver até o final da gestação, ou ter a saúde mais instável após o nascimento.

Além disso, é necessário preparar o corpo da mamãe para a amamentação, quando seu organismo será ainda mais exigido e os bebês dependerão do leite para crescer.

Evolução da gestação e planejamento de parto

O pré-natal para pets ainda cumpre a importante função de acompanhar a evolução da prenhez, observando o desenvolvimento dos bebês, o tamanho aproximado da ninhada, a saúde e o ganho de peso da mamãe.

Por meio dessa análise, o médico veterinário planejará o parto da maneira mais segura possível. Isso porque, dependendo do tamanho dos bebês e seu grau de desenvolvimento, e da saúde e porte da fêmea gestante, é possível constatar se é seguro um parto normal ou se a mamãe pet deverá ser submetida a uma cesariana.

É muito importante que essa análise mais aprofundada do corpo da mãe e dos filhotes seja feita por meio de procedimentos avançados da medicina diagnóstica, como a ultrassonografia abdominal e pélvica, para avaliar com precisão a mamãe, os bebês e a evolução da gestação.

Ultrassonografia durante o pré-natal

A ultrassonografia é uma técnica não invasiva que permite avaliar os órgãos abdominais da mamãe, e o corpo dos bebês — abdômen, tórax, cabeça e membros.

A ultrassonografia não gera nenhum tipo de dor ou sofrimento para o seu animal de estimação. Por não trabalhar com radiação ionizante, ela é muito segura para a mamãe e os bebês, além de ser de grande importância para o diagnóstico de doenças e planejamento de tratamentos.

É a melhor maneira de confirmar a gestação pet

No início do post, falamos que nem sempre os tutores sabem quando os seus bichinhos ficam prenhes.

Portanto, com a ultrassonografia, é possível confirmar a gestação com segurança e iniciar o pré-natal imediatamente.

Dá para estimar a quantidade de fetos

Com o ultrassom, é possível fazer uma estimativa do tamanho da ninhada. Esse número é de grande importância para o planejamento do parto, como veremos adiante.

O exame ainda avalia se todos os fetos estão vivos, uma que vez que pode acontecer de pelo menos um filhote não resistir durante a prenhez, colocando a vida da mãe e dos irmãos em risco.

O ultrassom avalia o desenvolvimento fetal e a saúde da mamãe

Na fase final da gestação, o médico veterinário imaginologista acompanhará a movimentação dos bebês, o desenvolvimento de estruturas como a placenta, o coração, intestino e rins dos filhotes. É possível, inclusive, ver e ouvir seus coraçõezinhos, um momento muito emocionante para os tutores.

Além disso, os órgãos abdominais da fêmea gestante também devem ser avaliados com atenção, pois doenças que surgirem durante a gestação têm que ser cuidadosamente acompanhadas.

O médico veterinário poderá planejar o parto

Por fim, o exame é de grande importância para que o veterinário planeje com segurança o parto da sua amiguinha de quatro patas.

Isso porque o exame avalia o tamanho e quantidade de filhotes, fatores extremamente importantes que, em cruzamento com o porte, e às vezes a raça da fêmea, definem se o parto seguro poderá ser normal — domiciliar ou assistido — ou cesariano, na clínica.

Se o parto for domiciliar, é durante o pré-natal que o veterinário vai tirar as dúvidas e dar as instruções para que o tutor saiba como agir, diminuindo o risco de complicações.

Como é feito o exame?

Muitos tutores de pets ficam apreensivos quando devem submeter seus animais à ultrassonografia, com medo de gerar estresse ou dor aos pequenos. Porém, todo esse medo vem do desconhecimento sobre esse exame.

Portanto, o médico veterinário deve conversar com os clientes tirando as dúvidas e receios acerca do procedimento.

É importante falar que, normalmente, não há necessidade de sedação ou período de recuperação, mas é recomendado o uso de focinheira em animais agressivos. Ao contrário do exame de ultrassom abdominal convencional, a avaliação da fêmea gestante não exige jejum alimentar, para que fique garantida a nutrição da mamãe e dos filhotes.

Muitos tutores também têm dúvidas sobre como é feito o exame. Sendo assim, o médico veterinário precisa explicar, de maneira clara e fácil de entender, como o aparelho de ultrassonografia gera as imagens. Aí vai uma sugestão:

O ultrassom emite ondas sonoras no corpo do animal e registra os ecos formados. A partir desses ecos, o aparelho gera imagens do que está acontecendo, em tempo real, dentro do seu pet.

Assim, o tutor perde o medo do procedimento e entende exatamente o que será feito, melhorando a adesão e reduzindo o estresse.

Como escolher o profissional ideal para fazer a ultrassonografia?

A ultrassonografia permite avaliar estruturas de forma bidimensional, mostrando anomalias tanto na superfície quanto no interior dos órgãos.

Para tanto, o profissional que vai realizar o exame precisa ser capacitado para interpretar as imagens de forma correta. Observe também se o aparelho aparenta bom estado de uso, para que não haja distorções nos resultados.

É muito importante que os tutores dos pets entendam essa questão, para que priorizem clínicas e centros de diagnóstico que ofereçam atendimento de qualidade.

Como pudemos ver, um pré-natal para pets bem-feito é de grande importância para a saúde e gestação segura da mamãe pet.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *